Notícia 27/10/2017

MT Saúde: Deputados temem a falência e cobram informações

 

O deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) defendeu, na quarta (25), que a Assembleia olhe com atenção para a crise que se instalou no MT Saúde. Da tribuna, o tucano pediu aos parlamentares para interceder de forma urgente junto ao governo para encontrar soluções para o plano de saúde que atende mais de 30 mil servidores. Com dívidas frequentes, os prestadores de serviço estão sendo forçados a interromper o atendimento aos usuários. 
“Quero chamar a atenção dos colegas deputados, até porque fico em uma situação incômoda, pois sou parte interessada, para que essa Casa de Leis possa fazer uma intermediação com o MT Saúde. O momento é muito delicado e preocupa. Os prestadores de serviço já estão no limite, com dívidas e atrasos salariais. A Assembleia precisa atuar de forma incisiva para salvar o plano”, enfatiza. 
Segundo Maluf, no passado, em um trabalho encabeçado pela Comissão de Saúde do Parlamento, o MT Saúde e prestadores de serviço chegaram a um acordo sobre dívidas e negociaram parcelamentos para manter o plano em funcionamento, entretanto, o histórico não mudou e o plano vem perdendo a credibilidade financeira no mercado, sob forte risco de ser inviabilizado. 
“Tenho recebido diariamente servidores e prestadores de serviço em meu gabinete, todos pedindo socorro neste momento. Precisamos agir para encontrar uma saída que passe por saber qual o valor dessa dívida. Vamos chamar o secretário de Administração, o secretário-chefe da Casa Civil, o presidente do MT Saúde e debater a questão, senão vamos ver um plano tão importante, que ajuda milhares de famílias, morrer”. 
O deputado estadual Allan Kardec (PT), que é usuário do MT Saúde há quase uma década, lamenta a situação caótica pela qual passa o plano. O parlamentar adianta que já preparou requerimentos para a secretaria estadualo de Fazenda (Sefaz), assim como para a direção do MT Saúde, solicitando informações sobre a dívida do governo e quanto é descontado dos servidores. 
“É muito difícil dizer para o filho, para a mãe, que é idosa, que o plano de saúde que você paga, que é descontado todo mês, não tem cobertura em Cuiabá e está em vias de ser encerrado. É mais uma situação vergonhosa desse governo. Temos que lutar contra isso, temos que fortalecer o MT Saúde. Sabemos que o SUS é universal, mas ele não consegue atender a todos. Já preparei requerimentos para saber exatamente quanto deve o governo e o que tem descontado dos servidores”, pontua Kardec. 

Fonte: (Gilberto Leite - Rdnews)

Total de visita(s): 110