Notícia 10/04/2017

Minimo em 2018 deve ser de R$ 979,00, diz ministro

O Governo Federal anunciou hoje que vai propor salário mínimo de R$ 979,00 em 2018, de acordo informação do ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, na sexta-feira (7). O valor é 4,48% maior que o salário mínimo atual, de R$ 937,00. 
O mínimo foi anunciado durante apresentação da Lei de Diretrizes Orçamentárias, que deve ser enviada para o Congresso Nacional até 15 de abril. O salário mínimo é reajustado com base na inflação do ano anterior, levando em conta o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), mais o aumento do PIB (Produto Interno Bruto) de dois anos antes. 
Como em 2016 o PIB teve variação negativa (-3,6%), esse valor não é levado em conta, e o mínimo deve ser ajustado apenas pela inflação. A estimativa para o INPC neste ano é de 4,48%. 
O governo também revisou a meta fiscal para aumentar a previsão de rombo no Orçamento. Segundo o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, a meta de resultado primário do governo em 2018 passou de um deficit de R$ 79 bilhões para um rombo de R$ 129 bilhões. 
A atual regra de cálculo do salário mínimo, que leva em conta a inflação e o crescimento da economia, é garantida por lei até 2019. No caso de aposentados e pensionistas do INSS, a regra vale apenas para os que ganham até 1 salário mínimo. Quem ganha mais, recebe apenas o reajuste equivalente à inflação. 
O salário mínimo é usado como referência para os benefícios assistenciais e previdenciários, como o abono salarial, o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e as aposentadorias e pensões do INSS. 
A lei que criou o salário mínimo foi assinada em 1936, pelo então presidente Getúlio Vargas. A legislação definiu o valor como a remuneração mínima devida ao trabalhador, capaz de satisfazer suas necessidades de alimentação, vestuário, habitação, higiene e transporte. 
Porém, segundo o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), em março, o salário mínimo ideal para sustentar uma família de quatro pessoas deveria ser de R$ 3.658,72. O valor é 3,9 vezes do salário atual.  

Fonte: (Agencias)

Total de visita(s): 123