Dica de Saúde 17/04/2019 09:24

Estudos comprovam os benefícios do nitrato no combate à sarcopenia. Beterraba auxilia

Aumento do consumo do tubérculo ajuda a controlar a perda de massa muscular

A perda de massa muscular inerente ao processo de envelhecimento está associada a um maior risco de quedas, fraturas, doenças cardiovasculares e outros problemas que impactam negativamente a saúde e a qualidade de vida. Por conta disso, medidas voltadas a atenuar e retardar esse quadro, que chamamos de sarcopenia, continuam sendo largamente estudadas.

Um estudo publicado recentemente no Journal of Cachexia, Sarcopenia and Muscle, chama a atenção para as vantagens da adoção de uma dieta rica em nitratos a fim de combater a doença. Uma boa maneira de combater é consumindo beterraba. O tubérculo e as folhas verdes são excelentes fontes de nitratos e num geral, 80% do nitrato que consumimos na dieta tem origem vegetal.

Já discutimos algumas vezes nessa coluna sobre outras pesquisas que comprovam os benefícios da suplementação de altas concentrações de nitratos (em torno de 500 mg) para a melhora da performance e da saúde. Desta vez, o estudo que estamos abordando relata benefícios provenientes de um consumo aumentado, porém não tão alto do nutriente (aproximadamente 100 mg), em uma população seriamente impactada pela sarcopenia: mulheres idosas.

Na pesquisa, 1420 mulheres acima de 70 anos preencheram um questionário para avaliação da dieta e realizaram testes para avaliação de força e função muscular. De acordo com os pesquisadores, as mulheres que reportaram maior ingestão de nitrato, apresentaram maior força muscular e melhor desempenho no teste de função, sendo essa melhora diretamente proporcional ao maior consumo do nutriente. Esta é mais uma prova de que dieta equilibrada, é extremamente importante para se garantir mais saúde e qualidade de vida, independente da idade.

*As informações e opiniões emitidas neste texto são de inteira responsabilidade do autor, não correspondendo, necessariamente, ao ponto de vista do Globoesporte.com / EuAtleta.com.

Fonte: (EuAtleta)