Dica de Saúde 08/03/2022 16:27

Como escolher um médico do esporte?

Ortopedista Ana Paula Simões dá dicas para te ajudar a encontrar um bom especialista em medicina esportiva

As pessoas procuram médicos especialistas em medicina esportiva por vários motivos. Talvez você tenha uma doença crônica e queira melhorar sua forma física e reduzir seus riscos à saúde, ou talvez você queira iniciar ou retornar às atividades físicas após uma lesão ou doença. Seja qual for o seu motivo para consultar um médico de medicina esportiva, escolher o correto é uma decisão muito importante e pessoal.

Você é um atleta? Então um médico do esporte é exatamente a quem deve recorrer. Machucou-se ou está com dor ao praticar uma atividade física? Agende uma avaliação.

Mas como você encontra o melhor médico de medicina esportiva, aquele que é certo para você? Aqui estão alguns fatores importantes a serem lembrados.

+ Saiba quais são as lesões mais comuns provocadas pela corrida
+ Conheça os 10 maiores mitos em relação a lesões da corrida

1. Obtenha referências

 

Comece pedindo ao seu médico de cuidados primários (clínico geral) uma lista de referência de médicos de medicina esportiva. Você também pode pedir recomendações a familiares, amigos e outros profissionais de saúde. Reserve um tempo para pesquisar as credenciais e a experiência dos médicos no site das sociedades regionais. À medida que você reduz sua lista, ligue para o consultório do médico do esporte e peça informações relevantes.

No Brasil temos a Sociedade Brasileira de Medicina Esportiva, que tem a lista de especialistas cadastrados e que foram aprovados através de uma avaliação capacitatória. Após o registro no Conselho Federal de Medicina, este médico recebe o número de registro de especialista na área (RQE).

 

2. Pesquise as credenciais do médico do esporte

 

A certificação do conselho é um dos fatores mais importantes a serem considerados ao escolher um médico de medicina esportiva, pois mostra que o médico tem a formação, as competências e a experiência necessárias para prestar cuidados de medicina desportiva. A participação ativa como médico colegiado ou profissional de equipe esportiva indica que os outros confiam nas capacidades do profissional. Confirme também que ele não tem histórico de reclamações por negligência ou ações disciplinares. Você pode encontrar a escola de medicina em que ele estudou, o hospital de treinamento, as certificações e o histórico.

O médico do esporte pode atuar no consultório privado, público, plano de saúde, hospital e dentro dos times e clubes esportivos. Há ainda a atuação acadêmica, científica e política dentro da medicina esportiva.

 

3. Considere a experiência do especialista

 

A experiência é importante quando você está enfrentando problemas de saúde relacionados a esportes ou exercícios. Quanto mais experiência um médico de medicina esportiva tiver com uma condição ou procedimento, melhores serão os resultados. Tire suas dúvidas, e se você precisar de um procedimento específico, pergunte sobre as complicações prováveis. E mantenha o canal de comunicação estreito para a relação médico paciente estar sempre aberta.

 

4. Considere a subespecialidade do médico e, se achar importante para se sentir à vontade, o gênero

 

É importante se sentir confortável com o gênero do seu médico de medicina esportiva, principalmente se você vai tratar de assuntos pessoais, pois você precisará discutir abertamente informações confidenciais. Quando se trata de medicina esportiva, seu próprio gênero também é uma consideração importante. Os médicos de medicina esportiva estão se tornando mais habilidosos em cuidar de mulheres e homens de maneiras diferentes, inclusive atletas transgêneros. Hoje temos ginecologista esportivo, urologista especializado em atletas por exemplo, onde podemos tratar desde questões hormonais até tratamento de disfunções.

5. Qualidade hospitalar de pesquisa

 

O hospital do seu médico é o seu hospital. Por isso, considere a qualidade do atendimento no hospital ou centro cirúrgico ambulatorial onde o médico de medicina esportiva pode atender. A qualidade do hospital é importante para você, pois deve atender às suas necessidades inclusive de cobertura caso tenha plano de saúde. Além disso, considere se a localização do hospital é importante para você. Se você precisar ir ao hospital para exames ou tratamento, você quer que o local encoraje, em vez de desencorajar o atendimento oportuno.

Em dias de prova e competição, faça o mesmo para saber onde recorrer em caso de acidente.

 

6. Avalie o estilo de comunicação

 

Escolha um médico de medicina esportiva com quem você se sinta à vontade para conversar e que apoie suas necessidades de informação. Quando você encontrá-lo pela primeira vez, observe como vocês interagem. Inclusive no sentido de acolhimento, se responde de maneira que você possa entender. Encontre um profissional que demonstre interesse em conhecê-lo, que considere suas preferências de tratamento e que respeite seu processo de tomada de decisão. E, principalmente, divida as expectativas esportivas considerando sua periodização e competição.

 

7. Cuidado: filtre as avaliações dos pacientes

 

Ler o que outras pessoas têm a dizer sobre um médico pode fornecer informações sobre como ele pratica a medicina, bem como seus procedimentos. As avaliações dos pacientes geralmente refletem a experiência das pessoas com agendamento de consultas, tempos de espera, ambiente de escritório e simpatia da equipe do escritório. Mas na internet a maioria das pessoas ainda critica mais do que elogia, então observe a forma da escrita e veja até que ponto os pacientes confiam no médico, quanto tempo ele passa com seus pacientes e como responde às perguntas e avaliações.

 

8. Saiba o que seu seguro cobre

 

Sua cobertura de seguro é uma questão prática. Para receber o maior número de benefícios contratados, pode ser necessário escolher um médico de medicina esportiva que entenda essa prática e forneça ajuda para que você usufrua e receba o reembolso e utilize da melhor forma seu plano de saúde.

Espero que tenha te ajudado a escolher, dentro das suas expectativas, um profissional que atenda suas necessidades, uma vez que estudamos muito para que essa especialidade tenha profissionais respeitados e competentes em nosso país. E seguimos sendo referência em todo o mundo do esporte: seja no tratamento, prevenção ou performance esportiva.

Bons treinos!

* As informações e opiniões emitidas neste texto são de inteira responsabilidade do autor, não correspondendo, necessariamente, ao ponto de vista do ge / Eu Atleta.

Fonte: (Eu Atleta - Por Ana Paula Simões)

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site.
Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.