Notícia 25/05/2017

SC: Estado tem índices de hepatite C e B superiores à média nacional

Conforme o governo estadual, por ano, cerca de 500 pessoas morrem em decorrência de problemas relacionados à doença. 
Santa Catarina tem índices de hepatite C e B superiores à média nacional, informou a Secretaria de Saúde do Estado na terça-feira (23). Ainda segundo o governo, cerca de 500 mortes ocorrem anulamente no estado por doenças como cirrose e câncer de fígado, decorrentes de hepatite. 
A hepatite C se espalhou no litoral catarinense; já no Oeste é mais intensa a hepatite B, segundo o governo. Para fins de controle, a secretaria agrupa cidades em "regiões de saúde" (veja relação completa no final do texto). 
Ainda de acordo com a secretaria, o diagnóstico precoce e a vacinação são as melhores formas de combate à doença. Na rede pública de saúde, a vacinação da hepatite B é gratuita, mas a cobertura vacinal é de 53,4%. 
As informações foram divulgadas no Fórum Catarinense sobre Hepatites Virais, realizado na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc), em Florianópolis. 
Hepatite B 
Enquanto o país tem média de 7,6 casos por 100 mil habitantes, em Santa Catarina a taxa é quase três vezes maior, de 21,9 casos, informou a Vigilância das DST/Aids e Hepatites Virais da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive/SC), órgão da secretaria. 
De acordo com a secretaria, em 2016, foram notificados 1.103 novos casos. A maior incidência registrada é na região de saúde do Extremo Oeste catarinense, com 70,5 casos a cada 100 mil habitantes, seguido por 62,2, casos no Oeste. Apenas na região em Xanxerê, a média fica em 34,2 casos por 100 mil habitantes. 
Hepatite C 
Já a hepatite C tem taxa nacional de 12,6 casos por 100 mil habitantes. Em Santa Catarina o índice é de 17,8. 
Em 2016, foram 780 novos casos, com maior incidência nas regiões denominadas como "Carbonífera", com 34,8 casos por 100 mil habitantes e "Extremo Sul catarinense", com 22,4 casos. Somente em Laguna o índice é de 20 casos por 100 mil habitantes.  

Fonte: (RBS)

Total de visita(s): 173