Dica de Saúde 08/10/2019 15:13

Alimentação e estilo de vida podem contribuir para a prevenção do câncer de mama

TOPO

Por Cris Perroni

Nutricionista formada pela UFRJ, pós-graduada em obesidade e emagrecimento, com especialização em nutrição clínica e em nutrição esportiva

Outubro Rosa: como mudanças em fatores comportamentais ajudam a evitar a doença. Veja dicas da nutri

Outubro Rosa é o movimento para estimular a população no controle do câncer de mama através de informações sobre a doença, conscientização sobre a importância da realização de exames, acesso a diagnóstico e tratamento e contribuição para redução na mortalidade.

O câncer possui causa multifatorial: componente genético, história familiar e estilo de vida.

O estilo de vida está relacionado a fatores ambientais e comportamentais como obesidade e sobrepeso após a menopausa, sedentarismo, consumo de bebida alcoólica, história hormonal e reprodutiva (uso de contraceptivos orais, não ter amamentado, menstruar antes dos 12 anos...) e alta ingestão de carne vermelha.

Como prevenir:

  1. Alimente-se de forma saudável, colorida e variada;
  2. Evite o excesso de gordura corporal e abdominal e manter peso corporal adequado;
  3. Evite o consumo de bebidas alcoólicas;
  4. Evite aquecer alimentos em recipientes plásticos “comuns” ou utilize recipientes livres de Bisfenol A (BPA), substância com potencial cancerígeno;
  5. Evite aquecer alimentos cobertos com “filme plástico”;
  6. Amamentar é um fator protetor, para quem tem a oportunidade;
  7. Pratique atividade física regularmente e mantenha-se ativo.

Papel da alimentação para prevenção:

  • Estimule o consumo de pelo menos cinco porções de frutas, verduras e legumes: prato colorido e com variação dos grupos alimentares;
  • Ingira alimentos com potencial anti-inflamatório: gengibre, alho, frutas vermelhas, açafrão, cebola, cranberry, abacate, cúrcuma, azeite de oliva extra-virgem;
  • Consuma alimentos com alto potencial antioxidante e rico em compostos fitoquímicos:
  1. Betacaroteno: mamão, damasco, cenoura, batata doce, abóbora;
  2. Licopeno: tomate, morango, goiaba, cereja;
  3. Vitamina C: acerola, goiaba, caju, kiwi, morango, laranja, limão, mamão, fruta do conde, brócolis, pimentão, pimenta vermelha couve, couve-flor, espinafre, ervilha, repolho roxo, alface, tomate, mandioca, batata;
  4. Selênio: castanha do pará, frutos do mar, aves e carnes vermelhas, aveia e arroz integral;
  5. Resveratrol: uva, amora, mirtilo, morango, uva, amendoim;
  6. Vitamina E: gérmen de trigo, folhosos verde-escuros, oleaginosas (castanhas, nozes, amendoim), gema de ovo, semente de girassol, gergelim.
  • Dê preferência para ingestão de proteínas magras assadas, cozidas, ensopadas e na chapa ou grelha. Pelo menos duas porções de peixes por semana;
  • Evite preparações ricas em gorduras: cremosas, fritas e empanadas;
  • Maior ingestão de alimentos integrais e alimentos consumidos in natura (frutas e folhas cruas) por possuírem maior conteúdo de fibras, vitaminas e minerais. Evite a ingestão de alimentos ultraprocessados;
  • Reduza o consumo de carne vermelha.

 

* As informações e opiniões emitidas neste texto são de inteira responsabilidade do autor, não correspondendo, necessariamente, ao ponto de vista do Globoesporte.com / EuAtleta.com.

 

Fonte: (EuAtleta)