“Sistema imunológico da mente” cria resistências a mudanças

30/05/2018 | 10:30

Pesquisadores criaram metodologia simples: Mapa de Imunidade à Mudança 


Muitos profissionais são resistentes a mudanças – seja em âmbito pessoal ou empresarial (equipe e/ou instituição). No entanto, como o ritmo imposto para as transformações foi acelerado pela natureza interconectada do mundo de hoje, elas acabam por se tornar inevitáveis – inclusive, na área corporativa. 
Não querer enfrentar de frente tal questão não só prejudica o próprio indivíduo, mas também a organização em que atua. 
De acordo com uma pesquisa conduzida pelos professores de Harvard, Robert Kegan e Lisa Lahey, a nossa mente – tal qual nosso corpo – possui um sistema imunológico que nos protege de “novidades”, mesmo que positivas. 
O estudo constatou que desejo e motivação não são suficientes para induzir a habilidade de mudar – até mesmo quando literalmente é um caso de vida ou morte. 
Conforme explica a diretora executiva do Grupo Valure, a coach e mentora de gestão Lorena Lacerda, o “sistema imunológico da mente” é uma espécie de sistema interno que temos em nosso inconsciente que ao observar uma mudança – uma meta –, bem como ao detectar um comportamento novo, ele nos lembra de que isso terá um custo, o que nos impede de mudar. 
“Ele aponta o risco que teremos com a mudança. E como nosso sistema imunológico visa nos proteger e nos ajudar a sobreviver no mundo, é como se ele percebesse um alerta – um perigo – e nos dissesse: ‘você quer mudar, mas é muito perigoso. Não faça’. Ou seja, ao mesmo tempo em que desejamos mudar e traçamos um objetivo, nosso corpo e cérebro nos impedem de fazer porque enxergam o perigo que isso pode trazer para nós”, destaca. 
MAPA DE IMUNIDADE À MUDANÇA 
Em prol de identificar e contribuir para a superação de resistências internas à mudança, os pesquisadores de Harvard criaram uma metodologia simples e transformadora: o Mapa de Imunidade à Mudança. 
“Ele é uma ferramenta que mostra como a gente pode compreender esse mecanismo de imunidade e como que a partir dessa informação conseguimos desenhar estratégias para quebrar o nosso sistema imunológico através do teste de novas formas de funcionar e lidar com esses perigos – que, a princípio, seriam a causa de não conseguirmos mudar”, esclarece Lorena, que é formada na metodologia, em Boston (EUA), pelos dois professores responsáveis pelo projeto. 
Ela complementa que mudanças precisam acontecer para que as pessoas possam ter melhores relacionamentos pessoais e profissionais – o que, por sua vez, contribui para uma vida mais plena, uma carreira mais satisfatória e o alcance dos objetivos de vida. Segundo Lorena, apesar de nossas crenças individuais criarem uma natural, mas poderosa, imunidade às mudanças, existem chaves que permitem liberar nosso potencial e dar um passo adiante. 
“O primeiro passo é a autoconsciência. Você precisa compreender como funciona, quais são os seus valores e os seus medos. A partir desse diagnóstico, que inclui saber o que quer para você e quais mudanças deseja fazer, é preciso começar a fazer experiências de mudanças pequenas e gradativas. Aos poucos, você se sentirá mais seguro para fazer grandes mudanças. Não adianta começar pelas radicais, pois seu sistema imunológico, de alguma forma, vai te impedir”, pondera. 
Para a diretora administrativa do Grupo Tractor Parts, Keite Agnes, o fato de o mundo estar em constante evolução requer que as pessoas estejam aptas para encará-las. “Quanto mais preparadas, melhor. Isso vale tanto para a vida pessoal quanto para a empresarial. Até porque aprendemos com a nossa família e amigos, assim como com cada um de nossos liderados. Ou seja, a gente precisa pensar e se preparar para melhorar cada dia mais a nossa forma de se relacionar e atuar no trabalho”, destaca. 
ATUALIZAÇÃO CONSTANTE 
Em Mato Grosso, os profissionais podem contar com edições do programa FAL (Formação Avançada de Líderes) do Grupo Valure, que conta em sua grade com a facilitadora Lorena Lacerda. No mês de maio, uma turma teve início em Rondonópolis e outra em Cuiabá. Novas edições estão programadas para o segundo semestre deste ano. 
Por meio de cinco módulos e sessões de coaching, o programa visa desenvolver novos líderes e potencializar os atuais – facilitando o processo de crescimento e a expansão dos negócios. Encontros de ex-alunos do FAL, a Comunidade FAL, também estão programados com atividades especiais em 2018. Mais informações pelo e-mail comercial@grupovalure.com.br ou pelo telefone (65) 3318-2600.

Fonte: (Midia News)