Dólar sobe e fecha a quase R$ 3,55, maior valor em quase 2 anos

03/05/2018 | 15:23

 

Moeda dos EUA encerrou a R$ 3,5492, renovando o maior patamar desde junho de 2016; dólar turismo vai a R$ 3,70 nesta quarta-feira (2). 
O dólar fechou em forte em alta ante o real nesta quarta-feira (2), renovando a máxima em quase dois anos, em dia de reunião do banco central norte-americano. À tarde, o órgão informou em comunicado que decidiu manter a taxa de juros nos Estados Unidos inalterada. 
Os investidores, no entanto, avaliam a possibilidade que o banco central norte-americano possa subir os juros mais do que o esperado neste ano. 
A moeda dos EUA subiu 1,33%, a R$ 3,5492 na venda. É a maior cotação desde o dia 2 de junho de 2016, quando o dólar terminou a sessão cotado a R$ 3,5859. 
Na máxima do dia, a moeda chegou a R$ 3,5540. No acumulado da semana, avança 2,50% e, no ano, 7,11%. Na última sessão, o dólar fechou cotado a R$ 3,5026. 
Já o dólar turismo era negociado a R$ 3,70 nesta quarta-feira. Em algumas casas de câmbio, a moeda era vendida a R$ 3,90 nas compras com cartão pré-pago, com IOF incluso, apurou o G1 logo após o horário do fechamento. 
Após o fim da sessão, o Banco Central do Brasil anunciou que, a partir desta quinta (3), vai renovar contratos de venda de moeda no mercado futuro para "suavizar" os efeitos da alta do dólar. 
Taxa de juros nos EUA 
Nesta quarta-feira, os investidores se voltaram para a reunião do banco central dos Estados Unidos, o Federal Reserve (Fed), em busca de pistas sobre o ritmo futuro de aperto monetário no país. 
A taxa de juros no país foi mantida, seguindo a expectativa do mercado, no intervalo entre 1,5% e 1,75%. O Fed expressou confia.

Fonte: (G1)