Funcionário feliz: um bom negócio para as empresas

19/03/2018 | 08:47

 

O plano de saúde é apontado como o segundo item mais valorizado pelos empregados, atrás apenas do próprio salário. 
Empresas que investem em qualidade de vida dos seus funcionários são mais produtivas e possuem um maior engajamento do seu time. Além de mais lucrativas, estas empresas conseguem atrair e reter mais talentos. 
É o que constata uma pesquisa realizada com 1,2 mil trabalhadores pelo Center for Positive Organizational Scholarship, da Universidade da Califórnia. O estudo mostra que o trabalhador feliz é 31% mais produtivo e que colaboradores com alta avaliação no fator bem-estar e qualidade de vida têm 125% menos esgotamento. O diagnóstico aponta ainda que 32% deles são mais comprometidos com a organização e que 46% possuem mais satisfação com a atividade que realizam. 
A relação entre felicidade e produtividade na empresa foi observada pela empresária Ana Lúcia Mota, proprietária da Cerbras Cerâmicas do Brasil. A empreendedora entendeu a importância de valorizar as pessoas e de dar atenção à saúde dos seus funcionários. Neste sentido, percebeu que a mudança do plano de saúde geraria mais satisfação aos colaboradores. “Nós trabalhamos com a equipe feliz, porque isso faz toda a diferença”, reflete Ana Lúcia Mota. 
O plano de saúde é apontado como o segundo item mais valorizado pelos empregados, atrás apenas do próprio salário. Empresas que concedem o benefício sentem o impacto na produtividade dos seus talentos. “É muito importante ter funcionários e seus filhos saudáveis para que venham trabalhar com alegria e satisfação. Se eles têm um bom plano de saúde, isso é possível”, observa Ana Lúcia Mota. 
Escolher um bom plano faz toda a diferença na relação empresa-funcionário. Foi o que percebeu Verônica Ramos, Gerente de RH da BSPAR Incorporações. “Percebemos o quanto nosso colaborador almejava um plano de saúde de qualidade, que pudesse satisfazer as necessidades dele. O colaborador pontua a presteza no atendimento, a qualidade do serviço e a abrangência do serviço a nível nacional da Unimed”, destaca Verônica Ramos. “Já tivemos alguns colaboradores que tiveram que fazer viagens a trabalho e foram atendidos pelo plano no local em que estavam. Essa abrangência é importante para nós, porque sabemos que, aonde o profissional estiver, poderá ser atendido da melhor forma”, completa a gestora. 
Benefício 
Além da melhora no clima de satisfação entre os profissionais, o médico João Borges, diretor comercial da Unimed Fortaleza, avalia que há uma queda no absenteísmo e um impacto direto na produtividade da equipe quando ela conta com a segurança de um bom plano de saúde. “Com o convênio, o funcionário possui um estímulo a mais para cuidar de sua saúde e assim evitar possíveis afastamentos ou quedas de produção decorrentes de doenças que o incapacitem para o exercício de suas atividades”, argumenta. 
De acordo com o diretor comercial, a preocupação com a saúde do colaborador também está no foco de iniciativas, como o Programa Mais Saúde nas Empresas, da Unimed Fortaleza. O programa vai às empresas realizar ações, conduzidas por uma equipe de médicos, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos e educadores físicos. 

Fonte: (Diário do Nordeste)