Queda dos juros e da inflação é efeito das reformas, diz Temer

15/03/2018 | 09:47

Durante Fórum Econômico Mundial, em São Paulo, o presidente e outras autoridades lembraram da importância das reformas propostas pelo governo e avaliaram cenário como positivo 


O presidente da República, Michel Temer, afirmou que a queda dos juros e da inflação é efeito das reformas propostas pelo governo. Esse cenário econômico positivo, com retomada do crescimento, segundo o presidente, é “resultado dessas reformas que foram feitas ousadamente, mas corretamente, ao logo desse período”. A declaração foi feita durante a Sessão Plenária de Abertura do Fórum Econômico Mundial para a América Latina, nesta quarta-feira (14), em São Paulo. 
Temer ainda explicou que o seu governo se pautou por três pontos: responsabilidade fiscal, responsabilidade social e diálogo. “Esses foram os três vetores do nosso governo. Desde o início, nós apanhamos um Brasil com uma recessão extraordinária. Ao longo desse tempo [quase dois anos de governo], conseguimos tirar o Brasil da recessão e produzir efeito extraordinário”, argumentou o presidente. 
Agenda econômica do Brasil 
Ele ainda avaliou que o momento, sobretudo após a recessão ter sido vencida, é de confiança para empresários e para as famílias. “Há muito otimismo no Brasil. O otimismo havia desaparecido, e nós recuperamos o Brasil. O Brasil voltou para ficar”, afirmou. 
Para o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), o caminho deve ser o da abertura de comércio, de competitividade e de integração latino-americana. Ele também defendeu a importância das reformas feitas pelo presidente Michel Temer. “A agenda do presidente Temer é a agenda do Brasil, necessária para o desenvolvimento do nosso país”, afirmou.

Fonte: (Planalto)