MT: Caravana já realizou mais de 43 mil cirurgias oftalmológicas

22/02/2018 | 08:45

 

A 12ª edição será no município de Cáceres entre os dias 25 de fevereiro e 9 de março, na Cidade Universitária da Unemat (antigo aeroporto) 
Tendo como objetivo zerar as filas de intervenções cirúrgicas na área de oftalmologia em todo o Estado, o Governo de Mato Grosso já realizou 43.029 mil cirurgias de catarata, pterígio e yag laser nas Caravanas da Transformação. Ao todo, o programa que foi iniciado em 2016, já registrou 65.532 mil consultas, 33.186 mil cirurgias de catarata, 3.421 mil operações de yag laser e 6.422 mil cirurgias de pterígio. 
Além dos atendimentos de saúde, a população também conta com serviços de cidadania, que facilitam o acesso a emissão de documentos como RG e Carteira de Trabalho, certidões, quitação de dívidas tributárias, audiências de conciliação e mediação, exposições, palestras, cursos e treinamentos que resultaram em 264.448 mil atendimentos. 
Para o governador Pedro Taques, a Caravana é um dos principais programas de Governo, pois é a concretização de política pública de saúde para aqueles que mais precisam. "O sentimento que fica é de que estamos cumprindo o nosso dever com o cidadão tendo seus direitos concretizados. 
A Caravana é um instrumento para a garantia de cidadania. Eu tenho muito orgulho desse programa, pois muda a vida das pessoas que são atendidas. Estamos atingindo todas as regiões do Estado e em breve faremos a edição de Cuiabá”, disse o governador. 
Para assegurar a qualidade da cirurgia, a Caravana dispõe de uma equipe médica qualificada e acompanhamento pós-operatório desenvolvido pela empresa 20/20. Todos os procedimentos são supervisionados por equipes da Vigilância Sanitária, e os pacientes têm a garantia de acompanhamento médico 24h após a cirurgia, sete dias após o procedimento e 30 dias depois na cidade onde a Caravana está sediada, assim como a unidade fixa de atendimento localizada em Várzea Grande. Esta avaliação é necessária para que o paciente receba a alta médica. 
Os pacientes atendidos têm idade acima de 55 anos e não têm qualquer custo pessoal com a cirurgia, deslocamento, ou alojamento, pois todo este processo é feito em parceria com as prefeituras municipais. Além de auxiliar a população que não tem condições de pagar uma cirurgia ou consulta particular, a Caravana é realizada com recursos próprios do Estado e todos os procedimentos são pagos com valores da tabela SUS. Cada consulta custa R$ 10,00; o custo dos exames varia de R$ 3,37 a R$ 24,24; o valor de cada cirurgia de catarata é R$ 643,00. 
“A Caravana é uma oportunidade única para as pessoas que hoje esperam por tratamento e que não têm condições de realizá-lo na rede particular, devido ao alto custo. O apoio da comunidade local e do poder público são fundamentais para o sucesso da Caravana. Uma das nossas preocupações é realizar o nosso trabalho com segurança e eficiência”, afirmou o secretário de Estado do Gabinete de Governo e coordenador-geral da Caravana, José Arlindo de Oliveira. 
A primeira edição da Caravana da Transformação foi realizada em Barra do Bugres em julho de 2016. 
Depois vieram as edições de Peixoto de Azevedo, (setembro/2016), Canarana (novembro/2016), Jaciara (janeiro e fevereiro/2017), São José dos Quatro Marcos (março/2017), Porto Alegre do Norte (abril e maio/2017), Alta Floresta (junho/2017), Barra do Garças (agosto/2017), Juína (setembro/2017), Tangará da Serra (outubro/2017) e Rondonópolis (dezembro/2017). Sendo que em Tangará bateu recorde na realização de cirurgias oftalmológicas, com 5.529 cirurgias - 4.217 de catarata, 674 de pterígio e 638 yag lasers. 
A dona de casa Jane Paz de Souza, 53, foi uma das pacientes atendidas na segunda edição da Caravana, realizada em Peixoto de Azevedo e comemorou a oportunidade de voltar a enxergar após 7 anos. Após fazer a cirurgia de catarata nos dois olhos, ela descreveu sensação de poder ver pela primeira vez a neta de quatro anos de idade. 
“É uma felicidade sem tamanho. Agora vou poder fazer minha própria comida. Cuidar da minha família e ver o rosto deles outra vez. É bom demais poder ver a vida. Eu nunca tinha visto o rostinho dela. É uma emoção muito grande. Ela se parece comigo”, contou Jane. 
Lorena Genovai, 66, é moradora do município de Água Boa e durante uma consulta foi constatado um grau avançado da perda de visão. Por conta disso, não conseguia fazer boa parte de suas atividades. 
“Eu só via vultos, era ruim demais, agora tudo clareou, olha tudo isso aqui. Eu passava a mão no olho sentindo como algo que estava incomodando, mas não resolvia e agora acabou esse sofrimento. Esse bem que vocês estão fazendo para o povo não tem preço”, relatou. 
Voluntários 
A Caravana da Transformação conta ainda com uma equipe de voluntários treinada pela Defesa Civil de Mato Grosso. Eles recebem orientações sobre primeiros socorros, ações de combate a principio de incêndio e voluntariado, e atuam nos serviços de acolhimento aos pacientes que farão consultas, exames e cirurgias oftalmológicas, assim como o trabalho de credenciamento na portaria do evento. Em 11 edições o número de voluntários capacitados chegou a 5.132. 
A economicidade da caravana, a organização e eficiência do atendimento, a unidade do grupo de trabalho e a superestrutura também despertaram o interesse de gestores de outros estados como Goiás, Tocantins, Rondônia. A estrutura física da Caravana possui 12 mil metros quadrados e é composta de tendas, contêineres, carretas com ambulatórios móveis onde são realizadas as cirurgias, equipamentos de alta tecnologia e outros espaços com cadeiras, sanitários, praça de alimentação, acessibilidade para cadeirantes e deficientes visuais. 
Caravana de Cáceres 
A próxima edição da Caravana será em Cáceres entre os dias 25 de fevereiro e 9 de março, na Cidade Universitária (antigo aeroporto). Conforme estimativa da organização, mais de cinco mil pessoas devem receber atendimento. 
As consultas e exames oftalmológicos serão feitos no período de 25 de fevereiro a 2 de março. As cirurgias agendadas acontecem de 26 de fevereiro a 9 de março e os atendimentos de Cidadania serão nos dias 1º, 2 e 3 de março. 
Também serão atendidos pacientes regulados pelos municípios Araputanga, Curvelândia, Indiavaí, Glória D’Oeste, Mirassol D’Oeste, Lambari D’Oeste, Porto Esperidião, Reserva do Cabaçal, Rio Branco, Salto do Céu, São José dos Quatro Marcos, Figueirópolis D’Oeste, Jauru, Conquista D’Oeste, Pontes e Lacerda, Nova Lacerda, Vale do São Domingos e Vila Bela da Santíssima Trindade. 

Fonte: (Midia News)