GO: Saúde investiga oito 'surtos' de conjuntivite em Goiânia

21/02/2018 | 09:06

 

Segundo o órgão, é considerado surto quando há mais de duas pessoas contaminadas em uma casa. Casos foram registrados nas regiões leste e sudoeste. 
A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que, até esta terça-feira (20), registrou oito surtos de conjuntivite em Goiânia. Todos são investigados e foram de pessoas que moram na mesma casa. 
O órgão não detalhou em quais bairros os casos ocorreram, mas explicou que as residências não são vizinhas e estão localizadas nas regiões leste e sudoeste da capital. A pasta informou ainda que núcleos familiares contaminados têm de duas a cinco pessoas. 
Neste ano, houve a notificação de três surtos em janeiro e cinco, em fevereiro. A SMS ponderou que, além destas situações, outros moradores de Goiânia podem ter sido contaminados de forma isolada, mas nestas situações não há registro. 
Transmissão 
Equipes da secretaria coletaram material para exames laboratoriais e monitoram os pacientes diagnosticados com conjuntivite. A pasta investiga se as infecções são virais ou bacterianas. Outro ponto apurado é o aspecto epidemiológico da transmissão, como, por exemplo, se há algum histórico em comum entre as pessoas infectadas. 
A conjuntivite dura, em média, até 15 dias. A doença é caracterizada por dor, coceira, vermelhidão e secreção nos olhos. Os tipos mais comuns são o viral, o bacteriano e o alérgico. 
Confira dicas para evitar o contágio: 
• Lave com frequência o rosto e as mãos uma vez que estas são veículos importantes para a transmissão de microrganismos patogênicos; 
• Evite coçar os olhos; 
• Aumente a frequência da troca de toalhas do banheiro ou use toalhas de papel para enxugar o rosto e as mãos; 
• Troque as fronhas dos travesseiros diariamente enquanto estiver com a doença; 
• Não compartilhe o uso de esponjas, rímel, delineadores, lápis de olho ou de qualquer outro produto de beleza.

Fonte: (G1)