Faturamento de distribuidoras de medicamentos cresce 9% em 2017

20/02/2018 | 09:54

 

As distribuidoras de medicamentos tiveram alta de 9% nas vendas em 2017, na comparação com o registrado em 2016, segundo a Abradilan (associação do setor) e a consultoria Iqvia. 
No volume de unidades comercializado, o aumento foi de 5,2% no mesmo período. 
O levantamento considera a venda de medicamentos e de produtos de higiene e beleza. 
“O crescimento ocorre tanto com remédios, que, por serem produtos essenciais, mantiveram o crescimento durante a crise, quanto com higiene e cosméticos”, diz Cristina Amorim, diretora da entidade. 
Os dados não incluem o resultado de grandes varejistas, que em geral possuem logística própria de distribuição. 
As distribuidoras atendem farmácias independentes e também são responsáveis por parte da logística das redes fora dos grandes centros. 
A previsão do segmento é ter uma expansão próxima dos dois dígitos neste ano. 
A Orgafarma, que faz distribuição de cerca de 4 milhões de unidades por mês em Minas Gerais e na Bahia, cresceu 24% em receita em 2017. 
“Vamos dobrar o tamanho de um de nossos centros logísticos em 2018 para suprir a demanda”, diz Vinícius Andrade, diretor-executivo. 
O Grupo Machado, que opera em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia e Rio Grande do Norte, vai ampliar sua rede de distribuição. 
“Vamos expandir nosso galpão em Porto Alegre neste ano”, diz Aclair Machado, presidente do grupo, que atende 1.200 cidades.  

Fonte: (Maria Cristina Frias - Folha de S.Paulo)