Governo espera taxa de desemprego de um dígito em 2018

07/02/2018 | 09:54

 

Em busca de melhorar sua imagem, o presidente Michel Temer espera que a melhora da economia leve a taxa de desemprego neste ano a um dígito, terminando 2018 abaixo dos 10%. 
No ano passado, apesar do início de recuperação da atividade econômica, o desemprego encerrou 2017 numa taxa elevada: 12,7% na média anual e 11,8% no último trimestre. 
Segundo a equipe de Temer, a taxa de desemprego em 2018 pode fechar o ano um pouco acima de 9%, principalmente se forem confirmadas as previsões do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, de criação de 2,5 milhões de empregos durante o atual exercício. 
Na avaliação de assessores presidenciais, o resultado ainda não será o ideal, mas representará uma recuperação em relação aos últimos anos e deve ter impacto positivo na popularidade de Temer. O presidente, segundo a última pesquisa Datafolha, é reprovado por 70% dos entrevistados. 
A taxa de desemprego no país no ano passado ficou acima da registrada no exercício anterior: 11,5% em 2016 e 12,7% em 2017, na média anual. O Brasil terminou o último ano com 12,3 milhões de desempregados. 
Meirelles acredita que o mercado de trabalho irá registrar uma maior recuperação em 2018 por causa das previsões de que o país irá crescer no mínimo 3% neste ano. O ministro da Fazenda não descarta, inclusive, um crescimento um pouquinho maior, levando à criação de 2 milhões a 2,5 milhões de novas vagas de trabalho.

Fonte: (Valdo Cruz - G1)