Aquisições de hospitais crescerão em 2018

15/01/2018 | 09:15

 

As compras de hospitais podem deslanchar neste ano, segundo consultores que atuam no mercado de fusões e aquisições desse setor. 
Há muitas negociações e transações para acontecer, afirma Edgar da Costa, diretor da consultoria Ptrus, especializada nesse negócio. 
"No ano passado foram cerca de R$ 4 bilhões em transações. Nossa previsão é que em 2018 esse valor triplique." 
Uma mudança de regras em 2015 permitiu que estrangeiros possam exercer controle de hospitais, mas isso não significou a entrada em peso de grupos de fora -houve operações entre brasileiros e fundos de private equity. 
Não existem muitas redes no Brasil, e, para os estrangeiros, ter poucas unidades não faz sentido comercial, diz Viktor Andrade, da EY. 
Esses investidores entrarão em um segundo momento, quando o setor já estiver mais consolidado, afirma. 
"Os fundos de private equity querem pagar pouco. Eles consideram que o mercado não tem capital e por isso oferecem valores baixos." 
Existe um dilema para eles: ou seguem em um impasse com os vendedores por causa de preços ou perdem o tempo certo para uma oferta de ações em um momento futuro de economia forte, diz. 
As compras na área de saúde, que, além de hospitais, inclui clínicas e laboratórios, tiveram um salto em 2017, afirma Luis Motta, da KPMG. 
"O mercado de fusões e aquisições tem tendência de alta, mas esse setor tem sido um ponto fora da curva." 

Fonte: (Maria Cristina Frias - Folha de S.Pulo)