MT: Caravana prossegue com cirurgias até o dia 17

12/12/2017 | 09:32

Segundo o serviço de Controle e Avaliação da SES-MT foram realizados até este domingo (10,) 41.946 procedimentos na área da saúde 
O Governo do Estado realizou 6.426 consultas durante a 11ª Caravana da Transformação em Rondonópolis. As consultas terminaram neste domingo (10.12), mas as cirurgias continuam até o dia 17, de acordo com a superintendente de Gestão Hospitalar Ambulatorial da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MT), Selma Aparecida de Carvalho. 
Segundo o serviço de Controle e Avaliação da SES-MT foram realizados até este domingo (10,) 41.946 procedimentos na área da saúde, entre serviços de consulta, exames e cirurgias. Foram no total 3.467 cirurgias de catarata e 18 de pterígio. 
Para o período de 11 até 17 de dezembro estão previstas mais 342 cirurgias de catarata, 1.401 de pterígio e 788 de Yag Laser 788. 
As equipes das áreas de Vigilância em Saúde, de Controle e Avaliação, de Fiscalização de Contrato, do Escritório Regional de Saúde em Rondonópolis e do SAMU continuam trabalhando na Caravana da Transformação diariamente, das 05h às 19h ou enquanto houver atendimento. 
Os técnicos fiscalizam todo o circuito da Caravana (área de alimentação, sanitários, consultórios salas de exames, almoxarifado onde ficam armazenados os medicamentos e os três centros cirúrgicos). O local onde são feitas as avaliações pós-cirúrgico, instalado fora do circuito da Caravana, também é fiscalizado diariamente, sempre a partir das 5 horas até o término do atendimento. 
O serviço de pós-cirúrgico é realizado em três etapas do processo de atendimento, sendo a primeira avaliação médica após 24 horas da cirurgia, a segunda avaliação após sete dias e a terceira e última avaliação após 30 dias da operação, que é quando o paciente deverá receber a alta médica. 
“Enquanto tiver paciente para ser atendido, a equipe técnica da Secretaria de Estado de Saúde permanece na Caravana. Depois, o trabalho da SES continua em Cuiabá onde é feita a análise da documentação e relatórios que são gerados ao longo da execução do contrato com a empresa prestadora dos serviços oftalmológicos”, explicou Selma de Carvalho. 
A Caravana da Transformação é uma experiência inédita de atendimento em massa para a Secretaria de Estado de Saúde, além disso, os procedimentos médicos realizados deverão dar origem a uma série histórica de demanda na área oftalmológica junto ao Ministério da Saúde, pois, apesar do custeio ser 100% da fonte de recurso próprio do governo do Estado, a regulação dos pacientes é feita pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e os custos são baseados em valores previstos na tabela nacional do SUS. 
A Caravana é organizada pelo Gabinete de Governo do Estado de Mato Grosso.

Fonte: Midia News