Custa caro mesmo ir ao dentista?

07/12/2017 | 08:03

 

Que muita gente não consegue fazer tratamentos odontológicos regulares nos consultórios, por falta de dinheiro, isso é fato. Mas você já se questionou dos motivos disso? 
Para grande parte da população, realmente é bastante caro manter os dentes em ordem. Os produtos em geral são de custo bastante elevado – desde as escovas aos enxaguantes bucais. Dados divulgados pelo próprio Conselho Federal de Odontologia apontam que cerca de 20% dos brasileiros não conseguem bancar financeiramente os tratamentos oferecidos. Entretanto, você já parou para pensar nas razões? 
A Dra. Adriana Canassa explica que o conceito de “caro” passa muito mais pela nossa cultura do que por um demonstrativo de gastos. “Até um tempo atrás, tratamento em consultório era considerado um luxo, reservado apenas para pessoas de posses, mais abastadas. E esse conceito permaneceu com o tempo, tratado muito mais do que uma escolha supérflua do que uma condição essencial de saúde”, conta. 
Basta pensar que doenças relacionadas à saúde bucal podem estar ligadas diretamente a um problema mais grave do corpo. “Problemas periodontais podem ter conexão direta com o diabetes, canais com o coração, só para ficar em alguns exemplos bastante importantes e até comuns”, diz a especialista. 
Importante mesmo, ela conclui, é trabalhar a prevenção antes de procurar o seu dentista para cuidar de urgências. “Se todos tivessem o hábito de procurar um consultório para limpar, higienizar – e continuar este processo dentro de casa -, os tratamentos mais profundos e caros poderiam ser evitados. Escova e fio dental usados regular e corretamente já evitam boa parte do que é considerado um gasto”, explica ela, que ressalta que não estão incluídos neste caso os cuidados estéticos, realmente mais custosos. 
Além disso, acrescenta Adriana, embora os materiais utilizados pelos dentistas sejam realmente de um custo altíssimo, existem hoje muito mais fabricantes nacionais, além de importadores mais acessíveis, e muitas outras facilidades para sua aquisição – o que também possibilita uma boa chance de aliviar os custos do serviço para os pacientes. 
Mais do que oferecer um serviço, o seu dentista também proporciona saúde e uma bela dose de autoestima. E o nosso bem-estar nunca poder ser considerado como um bem supérfluo. Pense nisso!

Autor: Juliana Damasceno

Fonte: Yahoo Brasil