Câimbras: saiba como evitar

 

EXAGERO.  Uma das principais causas de câimbras é o exagero em atividades físicas, afirmam especialistas.

Dolorosas e repentinas, as contrações involuntárias em um ou mais músculos são conhecidas como câimbras. O problema acontece geralmente nos membros inferiores, deixando os músculos e tendões visivelmente rígidos.

De acordo com a Dra. Andrea Sette, clínica geral do Hospital e Maternidade São Luiz, a câimbra é sinal de que algo está afetando os músculos. As principais causas do problema são prática exagerada de esportes, má circulação, desidratação e deficiência de potássio, cálcio e magnésio.

“A câimbra acontece porque no calor transpiramos mais e desidratamos facilmente, além de água, neste processo há perda de sais minerais”, afirma Diego Leite de Barros, fisiologista do Hospital do Coração. Durante a transpiração excessiva há perda de grande quantidade de eletrólitos (sais) e é na ausência deles que há desequilíbrio dos fluídos corporais, o que causa a câimbra.

Para evitar que os músculos fiquem contraídos e doloridos por segundos ou até mesmo minutos a dica é manter o corpo hidratado e apostar em alimentos ricos em cálcio, potássio e magnésio. Brócolis, linhaça, espinafre e couve-manteiga estão na lista dos alimentos ricos em cálcio.

 

Para garantir a ingestão de potássio, a dica é consumir tomate e abacate, além da banana.Segundo Ana Claudia Santos, nutricionista do Hospital Albert Einstein, outra maneira de evitar a câimbra é fazer um breve alongamento aproximadamente 15 minutos antes de dormir e antes e depois das atividades físicas.

 

Para evitar as câimbras, a dica é seguir um cardápio balanceado e dar uma atenção especial à ingestão de frutas e verduras, alimentos ricos em vitaminas e sais minerais. Outras maneiras de prevenção inclui a hidratação, principalmente antes, durante e depois da atividade física. “Quem se exercita de forma intensa e regular pode recorrer aos isotônicos ricos em sais minerais. Para quem pega mais leve, a água já é o suficiente para repor a quantidade de líquido perdida”, completa.

 

Na hora da dor repentina, a principal dúvida é: o que fazer? De acordo com Diego Leite de Barros, fisiologista do esporte do Hospital do Coração, na hora da câimbra o truque é massagear a área afetada com movimentos circulares para relaxar o músculo e aliviar a dor.

 

Se a rigidez dos músculos acometerem a perna, o ideal é ficar em pé e colocar o peso sobre a perna acometida e dobrar os joelhos para facilitar o estiramento dos músculos. "Se não for possível ficar em pé, o indicado é esticar a perna e puxar os pés para trás com ajuda das mãos", completa.

 

 

 

 

Fonte: Correio do Estado (2014), "Câimbras: saiba como evitar", 3 de novembro, p.3